política
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

ELEIÇÕES » Campos promete tornar agronegócio brasileiro "líder em sustentabilidade" Em apresentação na CNA, Eduardo Campos (PSB) tenta aproximar discursos ambientalista e ruralista. Promessas incluem programas de assistência técnica e melhorias no crédito e na infraestrutura

Andre Shalders - Correio Braziliense

Paulo de Tarso Lyra - Correio Braziliense

Publicação: 06/08/2014 10:50 Atualização: 06/08/2014 11:22

Campos: 'O Brasil dobrou suas produtividade nos últimos trinta anos, mas não dobrou a capacidade logística, com todos os problemas que vêm daí' (Ed Alves/CB/D.A Press 
)
Campos: "O Brasil dobrou suas produtividade nos últimos trinta anos, mas não dobrou a capacidade logística, com todos os problemas que vêm daí"

Durante apresentação na Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o presidenciável do PSB, Eduardo Campos, prometeu tornar o agronegócio brasileiro "líder global em sustentabilidade". Entre outras propostas, o candidato socialista acenou com a implementação de um Plano de Baixo Carbono para o setor; a criação de um programa nacional de fertilizantes; e com programas de apoio à agricultura orgânica. "A nossa disposição aqui é de construir um diálogo que olhe para o futuro. Eu e Marina representamos esses novos valores, que inexoravelmente estarão presentes no futuro do país", disse ele.

Ao mesmo tempo, o presidenciável socialista também acenou com o atendimento de expectativas expressas pelo setor no documento "O que esperamos do próximo presidente 2015-2018", elaborado pela CNA e distribuído aos candidatos. Campos prometeu fortalecer as iniciativas de crédito rural e disse que dará "prioridadea absoluta" para as parcerias público-privadas na área de infraestrutura e transportes, uma queixa antiga do setor. "O Brasil dobrou suas produtividade nos últimos trinta anos, mas não dobrou a capacidade logística, com todos os problemas que vêm daí", disse.



A candidata a vice na chapa de Campos, Marina Silva, acompanhou a sabatina no auditório. Além dela, estiveram presentes o coordenador do programa de governo, Maurício Rands, o deputado federal Walter Feldman (SP), o candidato ao governo do Distrito Federal Rodrigo Rollemberg e o líder do partido na Câmara, Beto Albuquerque (RS). “Marina é aliada do setor. O mundo hoje quer produção com sustentabilidade. Marina é quem representa isso no cenário internacional. Temos que mandar o PT para a reciclagem”, defende Albuquerque.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Juarez Júnior
Perdeu meu voto ao se aliar a Marina Silva!!! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas