política
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Dilma pede votos e orações em congresso da Assembleia de Deus A candidata à reeleição fez discurso marcado por citações bíblicas. Ela também aproveitou para enaltecer as ações voltadas à população feminina de seu governo.

Ana Pompeu

Publicação: 08/08/2014 15:47 Atualização: 08/08/2014 22:53

A presidenta aproveitou para agradecer o apoio das Assembleias de Deus na execução de políticas públicas: 'Muitas vezes, a pessoa está em uma situação tão difícil, tão extrema, que nem sabe o direito que tem. Na evangelização que vocês fazem vocês encontram essas pessoas' (Ichiro Guerra/Divulgação

)
A presidenta aproveitou para agradecer o apoio das Assembleias de Deus na execução de políticas públicas: "Muitas vezes, a pessoa está em uma situação tão difícil, tão extrema, que nem sabe o direito que tem. Na evangelização que vocês fazem vocês encontram essas pessoas"


Para uma plateia de evangélicas, a presidente Dilma Rousseff fez um discurso repleto de referências religiosas durante o encerramento do Congresso da Assembleia de Deus na manhã desta sexta-feira (8/8). No fim de sua fala, a candidata à reeleição pelo PT afirmou que “todos os dirigentes dependem do voto do povo e da graça de Deus”. Dilma também aproveitou para falar da Bíblia e o poder da oração e pedir votos. “Na Bíblia está escrito que a oração de um justo pode muito em seus efeitos. Vou pedir a vocês, por isso mesmo, que quando voltarem a seus estados e municípios, não se esqueçam de orar por mim. Estarei contando muito com isso”, disse.

Leia mais notícias em Política


O evento ocorreu no Brás, em São Paulo, mesmo bairro onde a presidenciável participou da inauguração do Templo de Salomão, da Igreja Universal do Reino de Deus, na semana passada. O Congresso da Confederação de Irmãs Beneficentes Evangélicas Nacional (CIBEN) das Assembleias de Deus Ministério de Madureira também contou com a presença do ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, e o deputado federal Geraldo Magela.



A presidente Dilma destacou as ações do governo federal que colocaram as mulheres no centro das políticas públicas implementadas pelo seu governo. Ela lembrou que no Minha Casa Minha Vida, por exemplo, a escritura dos imóveis da faixa 1 — com renda familiar de até R$ 1,6 mil — é preferencialmente em nome da mulher e que 89% das moradias dessa faixa têm a mulher como proprietária. “A mulher não vende a casa pelo fato de ela sempre abrir mão de tudo pelos filhos. Não há condições de realizar sonho da casa própria sem ter clareza do poder das mulheres como responsáveis pelo cuidado com os filhos”, ressaltou a presidente.

O presidente vitalício da Igreja, bispo Manuel Ferreira, aplaudiu a fala de Dilma. “Nunca ouvi antes um presidente reconhecer o trabalho das Assembleias de Deus. Nem mesmo Lula, meu amigo, que reconhece, mas nunca falou”, salientou.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: osmar mata
Quem falou que o voto de cabresto acabou? Tem pastores que entregam o rebanho de "porteira fechada" em troca de favores pessoais. Porque esse tal aí não orienta o povo a votar de acordo com seu princípios religiosos? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas