política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Adulteração de perfis de jornalistas é intolerável, afirma ABI Entidades da imprensa repudiam mudanças de informações de jornalistas na internet feitas na Presidência e cobram explicações. Caso será investigado internamente

Publicação: 09/08/2014 08:28 Atualização: 09/08/2014 08:33

Líder do DEM, Mendonça Filho pedirá explicações ao ministro-chefe do Gabinete de Segurança da Presidência (Gustavo Lima/Câmara dos Deputados)
Líder do DEM, Mendonça Filho pedirá explicações ao ministro-chefe do Gabinete de Segurança da Presidência

Entidades de classe da imprensa exigem explicações sobre as mudanças feitas em perfis de jornalistas na internet que partiram de um computador da Presidência da República. De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Tarcísio Holanda, o fato é “insólito e inaceitável”. “É intolerável a intervenção (de um computador) do Palácio do Planalto fazendo críticas a dois jornalistas. Compromete a liberdade de expressão”, reclamou. A Secretaria-Geral da Presidência da República informou que vai apurar os episódios e pede o prazo de 60 dias para chegar a uma conclusão. A nota ressalva, no entanto, que, à época do acontecimento, em maio do ano passado, não havia a obrigatoriedade de armazenamento de registros de navegação, o que mudou com a aprovação do Marco Civil da Internet.

Leia mais notícias em Política

A Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abert) também condenou o episódio e cobrou apurações em relação à denúncia. “É tão grave que parece até inverosímil que tenha partido de onde partiu para atacar ícones do jornalismo”, afirmou o diretor executivo da Abert, Luís Roberto Antonik. A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) exigiu que a denúncia seja apurada de forma criteriosa.

Além da imprensa, o episódio foi repudiado por partidos da oposição. O PSDB enviará ao Ministério da Justiça pedido para que a Polícia Federal investigue o caso. O PPS enviou representação à Procuradoria-Geral da República e o DEM informou que pretende convocar o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, José Elito Carvalho Siqueira, para a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle. O líder do DEM na Câmara dos Deputados, Mendonça Filho, considerou grave a revelação de que alguém inseriu críticas nas biografias de jornalistas de economia.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

PUBLICIDADE

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas