política
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

DITADURA » Militares boicotam audiência da Comissão da Verdade sobre Araguaia Nenhum dos quatro militares convocados pela Comissão Nacional da Verdade compareceu à audiência pública de hoje sobre a guerrilha do Araguaia; CNV publica depoimento de general

Andre Shalders - Correio Braziliense

Publicação: 12/08/2014 16:52 Atualização:

Nenhum dos quatro militares convocados pela Comissão Nacional da Verdade (CNV) compareceram à audiência pública convocada hoje em Brasília para tratar do período da Guerrilha do Araguaia (1967-1974). Entre os militares convocados estava Sebastião Rodrigues de Moura, mais conhecido “Major Curió”. Considerado um dos mais importantes informantes sobre o período, Curió foi um dos responsáveis pela organização das operações de inteligência que contribuíram para o fim do foco guerrilheiro. Segundo a CNV, Curió foi internado ontem à noite no Hospital das Forças Armadas (HFA), no Cruzeiro, e pode ser ouvido ainda hoje pela Comissão. O presidente da CNV, advogado Pedro Dallari, lamentou a ausência. “É muito ruim, porque o depoimento dos próprios militares do soobre o Araguaia serão importantes para o esclarecimento dos fatos e inclusive para eles apresentarem a versão deles.”

Dallari reafirmou a disposição da CNV em ouvir os militares e disse que o próprio Curió já havia dito que deseja depor. “Nós vamos ouví-lo, ele já manifestou publicamente o desejo de depor para a CNV, e nós oferecemos inclusive a possibilidade de ir até o hospital para colher o depoimento dele. Não vejo o porquê dele se negar a contribuir com o esclarecimento desse episódio, que foi muito importante para a história do Brasil. No Araguaia houve um enfrentamento militar e, contrariando inclusive as leis da guerra, foram executadas pessoas que já estavam presas, imobilizadas”, completou.

Os outros militares convocados eram Frederico Cinelli, Thaumaturgo Sotero Vaz e José Conegundes do Nascimento. Cinelli, que vive entre o Rio de Janeiro e Brasília, não pôde ser localizado pela PF para ser intimado; Conegundes foi intimado e mesmo assim não compareceu e nem se justificou. Já o general Thaumaturgo Sotero Vaz alegou que “não teria como custear a viagem” de Manaus, onde reside, a Brasilía. Durante a tarde, a audiência ouvirá depoimentos de uma parente de um militante desaparecido e de uma advogada que estuda o tema.

Na manhã de hoje, a CNV colheu o depoimento de dois ex-guerrilheiros que sobreviveram ao Araguaia. Criméia Schmidt de Almeida deixou o foco guerrilheiro no sul da amazônia em 1972, para dar a luz a um filho em São Paulo, onde foi capturada. “Depois de presa eu fui levada para a base da Operação Bandeirantes (Oban). Fui presa com meu marido, um dirigente da nossa organização e meus dois sobrinhos. Eu disse para eles que meu nome era Alice Pereira, e fingi ser babá, empregada desses meus dois sobrinhos. Eles ficavam me perguntando pela Criméia. Quando eles descobriram minha verdadeira identidade, a tortura começou”, contou ela. A militante, então com 26 anos de idade, deu à luz no Pelotão de Investigações Criminais (PIC), em Brasília. Criméia contou ter sido torturada pessoalmente pelo comandante Carlos Alberto Brilhante Ustra, chefe do DOI-Codi em SP.

A comissão também ouviu o depoimento de Danilo Carneiro. Capturado no sul do Pará, Carneiro sofreu ferimentos pesados durante o período de tortura, e chorou muito durante o depoimento. “Eles paravam de te torturar durante alguns momentos. Te ofereciam um café, uma água, dialogavam com você. E depois voltavam com o choque elétrico com a pancada. Aquilo era para quebrar o militante. Você nunca sabia quando ia ter tortura ou não”, contou ele. Carneiro contou ter feito mais de trinta cirurgias para se recuperar dos danos impostos pela tortura.
Tags:

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Paulo Costa
Que verdade? A verdade pura e simples é que nossos militares lutaram contra terroristas, esses mesmos que hoje mostram sua verdadeira cara, "roubando" recursos públicos, conduzindo a política baseada na corrupção desenfreada...será que mais quantos irão se lucupretar das indenizações milionárias??? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

PUBLICIDADE

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas