política
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Expectativa é de que enterro de Campos seja no domingo Esperança é que restos mortais sejam liberados em dois a três dias. Com isso, os corpos de Campos e outras vítimas seguem para o Recife, onde serão veladas

Publicação: 14/08/2014 18:48 Atualização: 14/08/2014 19:00

Após reunião na tarde dessa quinta-feira (14/8), os governadores de São Paulo, Geraldo Alckmin, e de Pernambuco, João Lyra Neto, disseram que há expectativa de que o enterro do corpo do candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, aconteça no próximo domingo. Segundo Alckmin, as equipes estão fazendo os trabalhos para identificar os restos mortais e liberá-los o mais rápido possível.

“Todas as expectativas que o governador Alckmin recebeu é que deverá ser concluído o trabalho ou amanhã à tarde ou no sábado. Se isso for possível, tecnicamente, nós devemos fazer o sepultamento com 24 horas que ele chegue ao Recife”, disse Lyra. Campos será enterrado no cemitério de Santo Amaro, onde está o túmulo do avô de Campos, Miguel Arraes e velado no Palácio das Princesas.

Além de Campos, outras vítimas do acidente que são de Pernambuco, o fotógrafo Alexandre Severo e o assessor de imprensa Carlos Percol, seguirão juntos ao Recife. “Dona Renata, viúva de Eduardo Campos, nos pediu que todos fossem feitos juntos. Então, as sete vítimas fossem feitas todas juntas a identificação”, explicou Alckmin. Segundo ele, faltava coletar o material genético de apenas mais uma pessoa, o piloto Geraldo Cunha. O governador disse que um avião já foi enviado a Governador Valadares para fazer a coleta de DNA de um parente de primeiro grau do piloto, que pode ser sangue ou saliva.



A aeronave que levava Campos caiu em uma área residencial em Santos, cercada por escolas e creches. Na queda, o avião atingiu parte de uma academia e caiu sobre os muros de três casas. Mas, no total, oito imóveis foram atingidos. A aeronave caiu entre 9h e 10h. Chovia no momento do acidente. O avião decolou às 9h20 do Aeroporto Santos Dumont e seguia rumo a Santos.

Campos desembarcaria em Santos com seus assessores para cumprir compromissos de campanha. Estavam no avião o jornalista Carlos Augusto Ramos Leal Filho, conhecido como Percol, o advogado e assessor da campanha Pedro Almeida Valadares Neto, 47 anos, o cinegrafista da campanha, Marcelo de Oliveira, o fotógrafo Alexandre Severo Gomes da Silva e os pilotos Marcos Martins e Geraldo Cunha.

Com informações de Juliana Colares 

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: José Aquino
A atuação política do Eduardo Campos em Pernambuco, como também em outras instâncias - quando Ministro da República - foi destacada por eficaz e positiva, evidenciando-se como prova cabal da sua competência político-administrativa. Foi a amostra mais contundente do seu potencial, mas que destacado po | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas