política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Presidenciáveis Aécio e Dilma chegam ao Recife para o velório de Campos Além de Dilma e Aécio, Lula e pelo menos oito governadores participam da cerimônia de hoje no Recife. Campanha recomeça segunda

Naira Trindade

Juliana Cipriani

Publicação: 17/08/2014 08:02 Atualização:

Dilma: presidente decola em direção ao Recife às 10h para participar das homenagens a Eduardo Campos (Evaristo SA/AFP
)
Dilma: presidente decola em direção ao Recife às 10h para participar das homenagens a Eduardo Campos


Os candidatos à Presidência Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) chegam hoje ao Recife para o velório do ex-governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB), do assessor de imprensa Carlos Percol, do fotógrafo Alexandre Severo e do cinegrafista Marcelo Lyra, mortos na última quarta-feira em Santos (SP). O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) também participa da cerimônia, que será aberta ao público a partir das 6h de hoje no Palácio do Campo das Princesas. Ontem, o candidato do PV, Eduardo Jorge, visitou a mulher de Eduardo, Renata Campos. Os presidenciáveis Luciana Genro (PSol) e Pastor Everaldo (PSC) também confirmaram presença no velório.

Aécio: depois de dois dias no Rio, tucano embarca para a capital pernambucana logo depois do almoço (Bruno Peres/CB/D.A Press)
Aécio: depois de dois dias no Rio, tucano embarca para a capital pernambucana logo depois do almoço


A viagem da presidente Dilma está prevista para as 10h e o retorno dela a Brasília não havia sido informado até o fechamento desta edição. A assessoria do senador mineiro informou que Aécio parte do Rio de Janeiro, onde passou os dois últimos dias com a família, para o Recife, provavelmente depois do almoço. Lá, ele se junta ao vice, Aloysio Nunes (PSDB), e aos governadores: de Minas, Alberto Pinto Coelho (PP); da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB); e de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

Leia mais notícias em Política

Aécio havia começado uma semana de peregrinação pelo Nordeste de Eduardo Campos na terça-feira e tinha acabado de pousar em Natal, na quarta-feira, quando soube da morte do presidenciável no trágico acidente. Perplexo, ligou para o governador Geraldo Alckmin, que confirmou a informação. O tucano mantinha uma relação de amizade de mais de 20 anos com Eduardo Campos. Os dois se conheciam desde os tempos em que os avôs Tancredo Neves e Miguel Arraes militavam na política e têm uma trajetória parecida. Ambos começaram trabalhando para os avôs e desde então passaram a se eleger para mandatos políticos.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas