política
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Temer diz não ver irregularidade em doações feitas por Graça Foster Vice presidente acrescentou que a doação é anterior à decisão do Tribunal de Contas da União (TCU)

Agência Brasil

Publicação: 21/08/2014 16:55 Atualização:

O vice-presidente Michel Temer disse nesta quinta-feira (21/8) que não vê nenhuma irregularidade no fato de a presidenta da Petrobras, Graça Foster, ter doado dois imóveis a parentes após a compra da Refinaria de Pasadena, no Texas, Estados Unidos.

“Sob o foco jurídico, é a coisa mais natural que acontece. A ideia é essa: houve uma doação com usufruto. Todo mundo faz doação com usufruto enquanto viver. [Só] depois, é que essa doação se concretiza”, explicou Temer, após participar do seminário Brasil nos Trilhos, organizado pela Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos) e a Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF).

Temer acrescentou que a doação é anterior à decisão do Tribunal de Contas da União (TCU). “Pelo que li nos jornais, a doação foi feita bem antes, pelos idos de março. Portanto antes da primeira decisão do TCU. Não houve ilegalidade nenhuma. É a coisa mais comum fazer doações. Agora, sobre qual é a razão para ela doar, essa é uma questão subjetiva”, acrescentou o vice-presidente.

Leia mais notícias em Política

Hoje, durante evento no Rio de Janeiro, o presidente do TCU, Augusto Nardes, informou que vai investigar a transferência de bens de Graça Foster a seus dois filhos. A informação sobre a cessão dos imóveis foi divulgada ontem (20), durante o julgamento sobre indisponibilidade dos bens da executiva. Ela é alvo de processo sobre a responsabilidade na compra da Refinaria de Pasadena, no Texas, considerada um prejuízo para a estatal pelo TCU.

Em nota à imprensa, a Petrobras afirmou que a transferência dos bens de Graça estava sendo preparada desde 2013 e negou a relação com o processo.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Floriano Lott
O Temer para falar este monte de asneiras não deve ter formação jurídica. Doou, não é mais dono. Usufruto, quem o detém fica na posse, mas não é mais proprietário. O que houve foi mais um trambique petrobariano. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas