política
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Em encontro com prefeitos, Dilma diz que é preciso avançar na saúde 'Temos de resolver um problema grave quando as pessoas precisam ter acesso a isso [especialistas] e a exames laboratoriais', disse Dilma

Agência Brasil

Publicação: 23/08/2014 15:45 Atualização: 23/08/2014 16:50

Durante encontro com prefeitos gaúchos, a candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff, disse hoje (23) que é preciso avançar na área de saúde pública. Segundo a candidata, ações do governo federal, como o Programa Mais Médicos, conseguiram resolver problemas do atendimento básico, mas ainda falta melhorar o atendimento especializado. "Nós ainda temos de dar muitos passos na questão da saúde para criar um sistema de saúde de qualidade. Temos de enfrentar o problema do acesso às especialidades, ao médico do coração, do pulmão, ao endocrinologista”, disse Dilma. “Temos de resolver um problema grave quando as pessoas precisam ter acesso a isso [especialistas] e a exames laboratoriais,” completou.

Leia mais notícias em Política

Segundo a candidata, apesar de o atendimento básico resolver “80% dos problemas de saúde”, é preciso ainda enfrentar outras questões como “a gestão, a construção e o atendimento hospitalar no nosso país”. Durante o encontro, Dilma destacou que o sucesso de programas sociais como o Bolsa Fasmília só foi possível graças à parceria entre o governo federal e prefeituras. A candidata disse que as administrações municipais ajudam a fiscalizar as condicionalidades do programa como a frequência escolar e a caderneta de vacinação das crianças.

“Em 2003, foi o governo Lula que abriu o diálogo com os prefeitos, eleitos pelo povo, e isso nos iguala e nos irmana. Essa relação republicana se tornou respeitosa, solidária, útil e efetiva para população do nosso país. Essa parceria se tornou a base do sucesso do Bolsa Família, reconhecido pela ONU e outros países em busca de tecnologia social”, afirmou. Dilma disse ainda que os investimentos em obras de infraestrutura vão fazer com que o país viva um novo ciclo de crescimento econômico. Ela também voltou a afirmar que o Brasil passou pela crise financeira mundial sem desemprego e sem aumentar tarifas. “Nós, estamos, proporcionalmente entre os que mais empregaram no mundo,” declarou. “Nós vamos ter um novo ciclo de crescimento sim. Este ciclo foi plantado agora,” finalizou.

A candidata destacou obras como a Ferrovia Norte-Sul, prometendo expandi-la até o Rio Grande do Sul. Dilma disse ainda que gostaria de inaugurar o metrô de Porto Alegre e outras obras no estado, como a nova ponte do Rio Guaíba e o polo naval. “Quero estar aqui para ver o metrô de Porto Alegre funcionando, a ponte do Guaíba, o polo naval, os estaleiro no porto de Rio Grande, São José do Norte e de Charqueadas,” destacou Dilma que, após o ato, visitou trecho da BR-448, construído em seu governo, onde gravou imagens para a propaganda eleitoral.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

PUBLICIDADE

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas