política
  • (3) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Novo presidente do STJ, Falcão promete medidas moralizadoras na instituição A posse, na sede do STJ em Brasília, foi prestigiada por autoridades dos Três Poderes e magistrados de todo o país

Amanda Almeida

Publicação: 01/09/2014 18:30 Atualização: 01/09/2014 22:12

 (Carlos Moura/CB/D.A Press)


O ministro Francisco Falcão tomou posse, na tarde desta segunda-feira (1/9), como presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Graduado em ciências jurídicas e sociais pela Universidade Federal de Pernambuco, foi nomeado para a Corte em 1999. Depois de quase dois anos como corregedor nacional de Justiça, ele promete medidas moralizadoras na instituição, como a restrição de viagens ao exterior custeadas pelo STJ.

A posse, na sede do STJ em Brasília, foi prestigiada por autoridades dos Três Poderes, magistrados de todo o país, amigos e parentes de Falcão. Como vice, tomou posse a ministra Laurita Vaz.

Em seu discurso, Falcão defendeu o diálogo com órgãos da Justiça e outros poderes. "Só com aproximação e diálogo com os Poderes Executivo e Legislativo é possível garantir relações construtivas, que se voltem a estabilidade social", disse.

Francisco Falcão e Laurita Vaz assumiram a presidência e a vice do STJ (Carlos Moura/CB/D.A Press)
Francisco Falcão e Laurita Vaz assumiram a presidência e a vice do STJ


Falcão reconheceu a necessidade de dar mais celeridade aos processos que tramitam na Justiça. "É necessário ainda que se estimulem os mecanismos alternativos de solução de litígios, tais como, conciliação, mediação e arbitragem, os quais devem ganhar cada vez mais espaço entre os métodos de solução de conflitos", analisou.

O decano da Casa, Ari Pargendler, desejou sorte a Falcão. "Tais credenciais (como ter sido corregedor nacional da Justiça), somadas ao apoio de sua doce esposa Ana, fazem dele o homem certo no lugar certo", disse o ministro, elogiando o dinamismo e eficiência do novo presidente.

Na gestão de Falcão no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), 14 magistrados foram afastados e 4.945 procedimentos disciplinares foram abertos. Falcão também promoveu 20 inspeções no ano passado em tribunais de todo o país.
Tags:

Esta matéria tem: (3) comentários

Autor: arnaldo silva
Só tomara que esta corte não fique contaminada como está o TSE - Tendencioso e leviano. | Denuncie |

Autor: helio santos
lei do menor urgente, e fechamento dos presidios, criando presidios agricolas, para os presos trabalharem para sustentar seus familiares que estão fora do presidio URGENTE, pra ontem. | Denuncie |

Autor: Lucia Teixeira
Estou certa que o Ministro,agora Presidente do STJ irá moralizar a instituição e fazer história no STJ.Parabéns! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

PUBLICIDADE

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas