política
  • (7) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Parlamentares votam aumento dos salários do judiciário antes das eleições Na última semana de trabalho dos parlamentares antes das eleições, projetos como a criação do adicional por tempo de serviço no Judiciário devem ser apreciados. Magistrados prometem romaria nas Casas para conseguir benefícios

Eduardo Militão

Naira Trindade

Publicação: 02/09/2014 06:04 Atualização:

O Congresso retoma suas atividades hoje e amanhã no último esforço concentrado antes do primeiro turno das eleições. A pauta da Câmara e do Senado inclui dois projetos de lei que concedem benefícios salariais à magistratura que, combinados com uma futura aprovação do reajuste proposto pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na semana passada, podem elevar os vencimentos de juízes, desembargadores e ministros para até R$ 48 mil mensais. Um dos efeitos da aprovação do aumento é o impacto de R$ 147 milhões na folha de pagamento do Congresso.

Hoje, as associações de classe da magistratura tentarão um encontro com os presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para defender as propostas. “Estamos na expectativa de ter quórum para votar”, afirmou o presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), João Ricardo dos Santos Costa. Atualmente, o teto salarial de políticos, autoridades e funcionários públicos é de R$ 29,4 mil mensais, que é igual ao subsídio dos ministros do STF. Proposta enviada ao Congresso na semana passada pela Corte pede a elevação do valor para R$ 35,9 mil, aumento que provocará efeito cascata em tribunais e outros órgãos públicos, entre eles, o próprio Congresso.

Levantamento do Correio nas folhas salariais da Câmara e do Senado mostra que, se for aprovado o valor proposto pelo STF, a remuneração de 2.829 funcionários deve aumentar. O impacto mensal seria de R$ 10,5 milhões. Por ano, 137,7 milhões. Servidores de todos os órgãos que ganham mais de R$ 29,4 mil e estão com os salários represados pelo teto também seriam beneficiados.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (7) comentários

Autor: helio santos
EEPPPPPPPAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA E O EXECUTIVO NUNCA FALAM NADA HEM DILLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLMAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA, OLHA OS VOTOS QUE IRA PERDER DILLLMMMMMMMMMMMMMMMAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA | Denuncie |

Autor: Rogério Galhardi
Elaine, leia a reportagem direitinho... Esse reajuste é só para magistrados, o que beneficiaria, também, os que JÁ RECEBEM acima do teto! | Denuncie |

Autor: elaine fernandes
Epa, epa, epa! Não é aumento não, é reposição salarial!!!! Os serv. do jud. estão com o salário CONGELADOS há mais DEZ ANOS!! TODAS AS CARREIRAS TIVERAM CORREÇÃO! TUDO AUMENTOU! E OS SERV. DO JUDICIÁRIO, NADA! | Denuncie |

Autor: cicero soares
deveriam ganhar o mesmo reajuste do salario minimo do ano que vem. | Denuncie |

Autor: Dadada Fefefe
Moleza. Só não reelger quem aprovar esse absurdo. Isso SEMPRE acontece a cada 4 anos, mas normalmente após as eleições. Se for antes é um ótimo indício em quem NÃO votar. | Denuncie |

Autor: henrique gomes
Será que eles irão votar um índice igual ao salário mínimo? | Denuncie |

Autor: albertani souza
legislar em causa própria é uma beleza não é??? e o mínimo hein??? | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

PUBLICIDADE

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas