política
  • (4) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Para Dilma, presidente tem que se dedicar as pessoas que mais precisam A candidata à reeleição pelo PT voltou a defender o uso de subsídios por meio de bancos públicos para a viabilização de programas sociais

Agência Brasil

Publicação: 04/09/2014 21:44 Atualização: 04/09/2014 21:49


 (Ichiro Guerra/Dilma 13)


A candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff, voltou a defender hoje (4) o uso de subsídios por meio de bancos públicos para a viabilização de programas sociais. Dilma visitou o residencial Cidade Jardim do Programa Minha Casa, Minha Vida, em Fortaleza. Em referência ao programa habitacional, a candidata disse que quem é contra subsídios quer, na prática, acabar com o programa.

Segundo a candidata, esse tipo de contrato favorece os mais pobres, já que oferece habitações a pessoas que ganham até R$ 1.600, e compromete uma parte pequena da renda, diferentemente do que seria comprar direto no mercado.

%u201CNão tem milagre que faça uma família [pagar as prestações de mercado]. Aqueles que dizem e defendem o programa de habitação, na prática são contra, querem acabar com o programa. Porque ou tem subsídio dado pelo governo e aplicado pelos bancos públicos, ou não tem programa habitacional%u201D, disse.



Dilma Rousseff também defendeu as políticas adotadas para beneficiar a parcela mais pobre da população. %u201CEu governo para todos, sempre um presidente governa para todos. Mas ele é obrigado, como em uma família, a fazer mais para os que mais precisam, os mais frágeis%u201D, disse, considerando fundamental não o fato de conceder renda, por exemplo por meio do Bolsa Família, mas conceder um ambiente seguro para que as pessoas sejam educadas e tenham uma vida melhor.

A candidata confirmou que vai mudar a equipe de governo, caso seja reeleita, mas evitou adiantar quais serão as alterações.

%u201CEu acho errado, eu não fui eleita, como saio por aí nomeando ministro? Não falo nisso porque acho que dá azar, também nomear gente por uma coisa que ainda não aconteceu. Agora, governo novo, equipe nova, não tenha dúvida disso%u201D, respondeu a jornalistas.

Após visitar a capital cearense, a candidata viajou para o Recife, onde participa nesta noite de comício ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de candidatos locais.

Esta matéria tem: (4) comentários

Autor: Paulo Costa
E ela e o Partido das Trevas se dedicaram, vejamos alguns nomes de necessitados: Lulinha, PTRose, o bando/ a corja do mensalão (incluindo M. Valério), "cumpanheiros" da Petrobras, Carlinhos Cachoeira, Doleiro Youssef, integrantes do MST, a própria Dilma com suas viagens nababescas, banqueiros... | Denuncie |

Autor: Marcio Oliver
Talvez queira fazer isso porque não sabe o que é depender de aluguel a vida inteira e por ser amiguinha da banqueira dona do Itau, a senhora Neca Setúbal. | Denuncie |

Autor: Marcio Oliver
Não fossem a Caixa Econômica e o Banco do Brasil, muitos programas deixariam de acontecer, como o Minha Casa Minha Vida. Querer reduzir o papel destes bancos, como a candidata Marina insinua, é querer jogar as conquistas do Brasil na lata do lixo. | Denuncie |

Autor: Jorge Magalhães
A candidata Dilma agora promete "mundos e fundos", esquecendo que teve 4 anos para mudar o país, e não o fez, ou, fez sim, para pior. Dilma está desesperada ante a iminente derrota, pois o povo brasileiro, consciente e inteligente, já escolheu Marina para mudar nosso país, é claro, para melhor. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

PUBLICIDADE

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas