SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Estudantes invadem escritório da Presidência em ato contra PEC do teto

O Palácio do Planalto confirma a ocupação, mas de acordo com interlocutores do presidente Michel Temer trata-se de um assunto "de polícia"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/10/2016 19:38

Agência Estado

Um grupo de estudantes invadiu nesta segunda-feira (10/10), o escritório da Presidência da República em São Paulo, na Avenida Paulista, em protesto contra a votação da PEC 241, que cria um teto para as contas públicas. O Palácio do Planalto confirma a ocupação, mas de acordo com interlocutores do presidente Michel Temer trata-se de um assunto "de polícia".

 

A Secretaria de Segurança Pública do Estado já teria sido acionada. Apesar disso, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) está monitorando os acontecimentos. A ocupação é organizada pela União Nacional dos Estudantes (UNE), a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), a União Estadual dos Estudantes (UEE-SP), a União Paulista dos Estudantes Secundaristas (UPES) e outros movimentos sociais.

 

Leia mais em Política

 

Segundo informações divulgadas pelo movimento estudantil, o protesto reúne cerca de 80 estudantes que alegam que a PEC que "congela os gastos públicos" "vai afetar áreas sensíveis como a educação, a segurança e a saúde". De acordo com nota divulgada pela UNE, o objetivo dos estudantes é permanecer no interior do prédio durante toda a votação da PEC, o que deve acontecer nesta noite ou na madrugada de terça-feira. Além do fim da PEC, os estudantes pedem o fim do projeto escola sem partido e da MP da reforma do ensino médio.

 

Paulista

 

Parte dos policiais militares que acompanham a manifestação de estudantes na Avenida Paulista se deslocou para a sede regional do Banco do Brasil, onde funciona o escritório representativo da Presidência. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, os cerca de 300 manifestantes que estavam concentrados no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp) tomaram a Avenida Paulista por volta das 17 horas.

 

Quinze minutos depois se dirigiram para o prédio do Banco do Brasil com o propósito de entregar um manifesto escrito em protesto contra a votação na Câmara da Proposta de Emenda Constitucional (PEC 241) que estabelece o teto de gastos da administração federal. Segundo a UNE, UBES e UEE-SP, cerca de 80 estudantes estão no interior do escritório.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade