Renan ignora perguntas sobre prisão de Eduardo Cunha

O presidente do Senado, que é do mesmo partido de Cunha, também é alvo da Lava Jato

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/10/2016 16:47

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), evitou comentar a prisão preventiva do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Em saída rápida do plenário do Senado, o peemedebista ignorou os questionamentos de jornalistas e seguiu para seu gabinete sem responder perguntas.


Renan, que é do mesmo partido de Cunha, também é alvo da Lava Jato, sendo investigado em nove inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF) relacionados a essa operação.

 

Leia mais em Política

 

No Senado, a notícia da prisão de Cunha foi anunciada em plenário pelo líder da oposição, Lindbergh Farias (PT-RJ). Apenas o senador Roberto Requião (PMDB-PR) também fez menção ao caso. Os demais parlamentares não trataram do assunto. As votações seguem com naturalidade e os senadores analisam medidas provisórias nessa tarde.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.