SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Marun não visitará Cunha na cadeia nos próximos dias

Parlamentar é defensor do ex-deputado desde antes da cassação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

Considerado defensor solitário de Eduardo Cunha, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) se mostrou surpreso com a prisão preventiva do colega. Disse estar triste com a notícia e afirmou não ter estado com Cunha nos últimos dias e nem, ao menos, ter conversado por telefone.

“A última vez que falei pessoalmente com o ex-deputado foi no dia 13 de setembro, um dia após a sua cassação”, afirmou. O parlamentar disse, ainda, não ter condições de se manifestar a respeito do estado de espírito e intenções de Cunha.

Leia mais notícias em Política


Marun foi um dos dez parlamentares que votou contra a cassação do ex-presidente da Câmara dos Deputados. No entanto, afirma que não irá visitá-lo nos próximos dias. “Tenho compromissos agendados em meu Estado”. Segundo ele, é provável que faça visitas ‘em dias vindouros’.

O deputado espera que as conseqüências políticas não sejam ‘super dimensionadas’. “Para que não se obstrua a janela de esperança que abrimos para o Brasil ao depor constitucionalmente o Governo corrupto e incompetente que nos aprisionava”, afirmou. Finalizou dizendo que acredita na justiça.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade