Lava-Jato vai 'até onde os fatos levarem', diz ministro da Justiça

Renan havia chamado Moraes de "chefete de polícia" ao criticar a operação da Polícia Federal que prendeu temporariamente quatro policiais legislativos na sexta-feira anterior (21/10)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 31/10/2016 15:19

	ANDRESSA ANHOLETE

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, disse, em entrevista concedida à Rádio Estadão nesta segunda-feira (31/10) que a operação Lava-Jato "vai até onde os fatos levarem".

Segundo ele, essa é uma questão do Poder Judiciário, que tem todo o apoio do Ministério da Justiça e da Polícia Federal. "Até aonde o Ministério Público entender necessário o aprofundamento das investigações, teremos operações", completou.

Leia mais notícias em Política


Questionado sobre a situação envolvendo o presidente do Senado, Renan Calheiros, na reunião de conjunta sobre segurança pública que ocorreu na sexta-feira (28/10) Moraes disse apenas que o saldo do encontro foi muito importante, porque mostrou união dos Três Poderes pela segurança pública.

Renan havia chamado Moraes de "chefete de polícia" ao criticar a operação da Polícia Federal que prendeu temporariamente quatro policiais legislativos na sexta-feira anterior (21/10).
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.