SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Dinheiro devolvido por Cerveró será 100% destinado à Petrobras, decide STF

Parte da quantia de R$ 17 milhões está dividida em contas no exterior

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/11/2016 19:09 / atualizado em 02/11/2016 19:24

Luis Macedo/Camara dos Deputados


Todo o dinheiro devolvido pelo ex-diretor da área internacional da Petrobrás Nestor Cerveró aos cofres públicos será destinado integralmente à empresa. A decisão foi tomada pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). A quantia soma R$ 17 mihões.

O acordo prévio da delação premiada de Cerveró estabelecia que 80% deveria ser remetido aos cofres da Petrobrás, e 20% à União. Teori decidiu rever a delação firmada com a Procuradoria Geral da República (PGR), pois considerou que não há "justificativa legal" para limitar a 80% a reparação, pois o valor é "insuficiente para reparar os danos sofridos pela empresa". 

O valor de aproximadamente R$ 16,931 milhões, estão separados entre uma conta em Bahamas, com US$ 495.794, um milhão de libras esterlinas mantidas em contas no Reino Unido, e um montante de R$ 11,425 milhões. A Petrobrás ainda não se manifestou sobre a decisão do ministro.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Lucia
Lucia - 03 de Novembro às 08:39
Certissimo: se ele desviou da Petrobrás, o dinheiro deve voltar pra ela.

publicidade