SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Padilha diz não ver risco de mudança nas relações com os Estados Unidos

"Não vejo consequência nem para melhor, nem para pior. A aliança entre o povo brasileiro e o povo norte-americano já é histórica, temos uma grande parceria comercial e na troca de turistas. Isso não vai mudar", comentou

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/11/2016 12:27

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, avaliou nesta quarta-feira, 9, que a eleição de Donald Trump nos Estados Unidos não surpreende e não traz risco de mudanças para as relações com o Brasil. "Não vejo consequência nem para melhor, nem para pior. A aliança entre o povo brasileiro e o povo norte-americano já é histórica, temos uma grande parceria comercial e na troca de turistas. Isso não vai mudar", comentou

Padilha falou sobre as eleições nos Estados Unidos durante lançamento, na Câmara dos Deputados, de livro sobre os 50 anos do PMDB. Em seu discurso, o ministro lembrou que o atual presidente norte-americano, Barack Obama, vive seu melhor momento de popularidade, apoiou fervorosamente sua candidata, a democrata Hillary Clinton, e ainda assim não conseguiu derrotar Trump.

Nem as pesquisas de intenção de voto, acentuou Padilha, foram capazes de captar o sentimento médio do eleitorado. "Hoje a política não se faz pelos instrumentos convencionais", observou

O ministro citou o plebiscito que determinou a saída do Reino Unido da União Europeia para afirmar que a eleição nos Estados Unidos simboliza o retrato "de um novo tempo do processo político". "Nós teremos de conviver com novos tempos". Padilha não quis entrar em detalhes sobre as relações comerciais com os Estados Unidos. "É um problema para o ministro José Serra e o Ministério das Relações Exteriores", respondeu.

Por Agência Estado

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade