SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Maia nega que haverá urgência para votar pacote anticorrupção

"Não posso cuidar dos sonhos dos deputados. Porque eu sempre disse que a gente vai votar primeiro na comissão antes de votar no plenário", afirmou Rodrigo Maia na entrevista

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/11/2016 16:13

 Breno Fortes/CB/D.A Press

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quinta-feira (10/11) que o pacote de medidas de combate à corrupção só será votado no plenário da Casa após ser aprovado na comissão especial que debate a matéria

"Não terá urgência para que a matéria seja votada antes", afirmou Maia em entrevista coletiva. Nesta quarta-feira (9/11) o líder da Rede, Alessandro Molon (RJ), disse que há uma articulação para aprovar requerimento para que o pacote seja votado diretamente no plenário, sem ser analisado pela comissão

Leia mais notícias em Política


De acordo com Molon, a articulação teria o objetivo de aprovar o pacote - que pode possibilitar uma anistia retroativa para quem cometeu caixa 2 - antes da divulgação da delação premiada da construtora Odebrecht, que deve citar muitos políticos.

"Não posso cuidar dos sonhos dos deputados. Porque eu sempre disse que a gente vai votar primeiro na comissão antes de votar no plenário", afirmou Rodrigo Maia na entrevista. "Antes da comissão não será votado", disse o deputado do DEM.

Por Agência Estado

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade