SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Em acordo, Odebrecht pagará R$ 6,8 bilhões ao Brasil, aos EUA e à Suíça

Empreiteira pagará R$ 6,8 bilhões ao Brasil, aos EUA e à Suíça, em pacto de colaboração recorde fechado com a Lava-Jato. Delações premiadas de acionistas, executivos e funcionários começaram a ser assinadas com o MP

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/12/2016 06:00 / atualizado em 02/12/2016 07:04

Eduardo Militão

Heuler Andrey/AFP - 1/9/15


No maior acordo fechado pela Operação Lava-Jato, o grupo de construção Odebrecht assinou um pacto de colaboração com o Ministério Público que prevê o pagamento de R$ 6,8 bilhões. Autoridades do Brasil, dos Estados Unidos e da Suíça receberão os valores em 23 anos, que deverá aumentar devido à correção monetária. A maior fatia ficará com o Brasil. Os estrangeiros acertaram o pagamento em dólares e francos suíços, respectivamente, o que também vai fazer o valor variar de acordo com a cotação da moeda no futuro. À noite, a empresa pediu “desculpas” pelos pagamentos de propina que realizou nos últimos anos.

O acordo de leniência da pessoa jurídica foi assinado ontem. Parte dos 77 acionistas, executivos e funcionários já começou a assinar os tratos de colaboração premiada na Procuradoria-Geral da República (PGR), auxiliados por 50 advogados. Outros funcionários da empresa prestarão depoimentos como testemunhas comuns e não como delatores, aqueles que também confessam a prática de crimes. A expectativa é que todos os acordos terminem de ser assinados hoje.

A pena do presidente afastado do grupo, Marcelo Bahia Odebrecht, preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, ficou em 10 anos, mas apenas dois anos e meio em regime fechado. Como ele está detido desde junho de 2015, o empreiteiro ficará encarcerado até dezembro do ano que vem.

 

 

 

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui. 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade