Temer nega ter tratado de valores com ex-executivo da Odebrecht

"A narrativa divulgada hoje não corresponde aos fatos e está baseada em uma mentira absoluta", afirmou o presidente em nota

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/04/2017 21:55

Em nota divulgada na noite desta quarta-feira (12/4), o presidente Michel Temer afirmou nunca ter atuado "em defesa de interesses particulares na Petrobras" e negou ter tratado de valores com o ex-executivo da empreiteira Odebrecht Márcio Faria.
 

"A narrativa divulgada hoje não corresponde aos fatos e está baseada em uma mentira absoluta. Nunca aconteceu encontro em que estivesse presente o ex-presidente da Câmara, Henrique Alves, com tais participantes", diz a nota.

Ainda no documento, o presidente relata ter se encontrado, sim, com Faria, em São Paulo, em 2010, por intermédio do ex-deputado Eduardo Cunha. "A conversa, rápida e superficial, não versou sobre valores ou contratos na Petrobras. E isso já foi esclarecido anteriormente, quando da divulgação dessa suposta reunião", afirma.

Confira a nota na íntegra:


"O presidente Michel Temer jamais tratou de valores com o senhor Márcio Faria. A narrativa divulgada hoje não corresponde aos fatos e está baseada em uma mentira absoluta. Nunca aconteceu encontro em que estivesse presente o ex-presidente da Câmara, Henrique Alves, com tais participantes.

O que realmente ocorreu foi que, em 2010, na cidade de São Paulo, Faria foi levado ao presidente pelo então deputado Eduardo Cunha. A conversa, rápida e superficial, não versou sobre valores ou contratos na Petrobras. E isso já foi esclarecido anteriormente, quando da divulgação dessa suposta reunião.

O presidente contesta de forma categórica qualquer envolvimento de seu nome em negócios escusos. Nunca atuou em defesa de interesses particulares na Petrobras, nem defendeu pagamento de valores indevidos a terceiros."

 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.