Temer recebe líderes da base para discutir reforma da Previdência

O parecer do relator da reforma, deputado Arthur Maia (PPS-BA), deve ser lido na terça-feira (18), na comissão especial criada para analisar a proposta enviada pelo governo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/04/2017 18:19 / atualizado em 16/04/2017 18:45

Ed Alves/CB/D.A Press
 
 
O presidente Michel Temer está reunido neste domingo (16/4), no Palácio da Alvorada, com os líderes dos partidos da bancada governista no Congresso Nacional. O principal tema da reunião é a reforma da Previdência (Proposta de Emenda à Constituição – PEC 287/2016) que tramita na Câmara.
 

O parecer do relator da reforma, deputado Arthur Maia (PPS-BA), deve ser lido na terça-feira (18/4), na comissão especial criada para analisar a proposta enviada pelo governo. No último dia 6, Maia anunciou que recebeu aval de Temer para alterar cinco pontos do texto original. A expectativa do governo é que a flexibilização do teor do projeto diminua as divergências entre os parlamentares e facilite a aprovação da PEC.

A pauta da reunião também deve incluir a repercussão da divulgação da relação de políticos e autoridades que serão investigadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no âmbito da Operação Lava-Jato e da liberação do conteúdo das delações dos ex-diretores da Odebrecht.

Líderes da oposição acreditam que as denúncias dos casos de corrupção envolvendo várias lideranças vão comprometer a tramitação e a aprovação da reforma da Previdência e de outras propostas de interesse do governo no Congresso. Já a base aliada aposta que a abertura dos inquéritos pode acelerar o processo de votação e garantir o argumento da importância da retomada do crescimento da economia promovida pela reforma para atenuar os efeitos das denúncias.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Antonio
Antonio - 16 de Abril às 21:02
Que moral tem um Presidente da Pepública envolvido em assalto aos cofres públicos para enviar a um Parlamento contaminado de bandidos descarados para elaborar uma reforma previdenciária...
 
Jean
Jean - 17 de Abril às 17:23
Não tem moral mesmo,e reparou no carro de luxo que este povo(os políticos) tem!!! Só no Brasil mesmo. Em Países civilizados os políticos não tem direito a nada! Aqui, deitam e rolam no luxo!!!