PF abre nova fase da Operação Greenfield contra fraudes em fundos de pensão

Na primeira fase da operação, mais de 500 agentes foram às ruas para cumprir 106 mandados, inclusive 34 conduções coercitivas e 7 prisões temporárias

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/04/2017 07:59 / atualizado em 19/04/2017 08:27

A Polícia Federal está nas ruas desde as primeiras horas desta quarta-feira (19/4) na terceira fase da Operação Greenfield, que investiga desvios de R$ 8 bilhões de fundos de pensão. Na primeira fase, que ocorreu em setembro do ano passado, os alvos foram a Funcef (Caixa Econômica Federal), Previ (Banco do Brasil), Petros (Petrobras) e Postalis (Correios).

 

O empreiteiro José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro, da OAS, chegou a ser preso. Na ocasião, mais de 500 agentes foram às ruas para cumprir 106 mandados, inclusive 34 conduções coercitivas e 7 prisões temporárias. A ação se estendeu por sete estados e Brasília.

 

 

Na segunda fase da Greenfield, em março deste ano, a PF cercou o empresário Mario Celso Lopes, antigo parceiro de negócios da holding J&F, segundo investigadores. Ele prestou depoimento na ocasião e foi liberado.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.