Fachin ainda decidirá sobre depoimento de Rocha Loures, esclarece PF

Flagrado correndo com uma mala recheada com R$ 500 mil entregues por executivos do Grupo J&F, Rocha Loures está preso na Superintendência da Polícia Federal de Brasília desde sábado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/06/2017 12:47

AFP / Andressa Anholete


A Polícia Federal informou na manhã desta quarta-feira, 7, que a defesa do ex-assessor do presidente Michel Temer, Rodrigo Rocha Loures, apresentou um pedido protocolado no Supremo Tribunal Federal no qual solicita acesso integral aos autos da operação Patmos 48 horas antes da oitiva do peemedebista. Segundo a PF, o ministro Edson Fachin ainda não decidiu a questão, mas encaminhou ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para urgente manifestação.

Dessa forma, afirma a PF, como o ministro não negou de pronto o pedido e o depoimento já estava marcado, não houve sua realização hoje. Não há previsão de nova data até o momento.

Flagrado correndo com uma mala recheada com R$ 500 mil entregues por executivos do Grupo J&F, Rocha Loures está preso na Superintendência da Polícia Federal de Brasília desde sábado, 3

Embora o depoimento tenha sido cancelado, a PF informou que a previsão de transferência para o complexo penitenciário da Papuda está mantida para hoje.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.