Defesa de Dilma diz que TSE extrapolou denúncia ao ouvir delatores

Desde terça-feira (6/6), os ministros do TSE julgam a chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, que pode afastar o presidente da República

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/06/2017 12:35

O advogado Flávio Caetano, que defende a ex-presidente Dilma Rousseff no âmbito processo no Tribunal Superior Eleitoral contra a chapa vitoriosa em 2014, afirmou, nesta quinta-feira (8/6), que as acusações do PSDB, autor da ação, são 'infundadas' e que houve 'inaceitável e ilegal extrapolação do objeto' por parte do relator, Herman Bejnamin, ao ouvir delatores da Odebrecht e os marqueteiros do PT Mônica Moura e João Santana.

Desde terça-feira (6/6), os ministros do TSE julgam a chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, que pode afastar o presidente da República.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.