Juiz de Natal autoriza remoção de ex-ministro para Brasília

Henrique Alves está sob suspeita de receber propinas das empreiteiras OAS e Odebrecht na campanha eleitoral de 2014

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/06/2017 21:09

O juiz titular da 14.ª Vara da Seção Judiciária do Rio Grande do Norte, Francisco Eduardo Guimarães Farias, autorizou a transferência do ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN/Governos Dilma e Temer), preso preventivamente no âmbito da Operação Manus, desdobramento da Lava Jato, do Rio Grande do Norte para Brasília. O pedido foi feito pelo juiz Federal Vallisney de Oliveira, da 10.ª Vara, no Distrito Federal.
 

A Operação Manus investiga fraudes de R$ 77 milhões na construção da Arena das Dunas para a Copa do Mundo de 2014. Henrique Alves está sob suspeita de receber propinas das empreiteiras OAS e Odebrecht na campanha eleitoral daquele ano, quando concorreu ao governo do Estado.

A ação, executada em parceria entre a Polícia Federal e a Procuradoria da República no Distrito Federal, também apura irregularidades que teriam sido cometidas pelo grupo liderado pelo ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha nas vice-presidências de Fundos e Loterias e Pessoas Jurídicas da Caixa Econômica Federal (CEF).

Pelo fato de ser investigado por crimes diferentes nos dois Estados, Henrique Alves foi alvo de dois mandados de prisão. Acabou detido, nesta terça-feira, 6, em Natal.

O juiz federal Vallisney de Oliveira entendeu, no entanto, que ele deve ficar detido em Brasília, e pediu autorização à Justiça Federal do Rio Grande do Norte para a transferência do ex-ministro de Temer.

"Confiro a esta decisão força de ofício ao Excelentíssimo Senhor Juiz Federal Titular da 14ª Vara Federal da Seção Judiciária do Rio Grande do Norte, Dr. Francisco Eduardo Guimarães Farias, para solicitar especial deferência à disponibilidade do investigado Henrique Eduardo Alves, para que sua prisão preventiva possa ser cumprida no local de custódia de presos da SR/DPF/DF", solicitou.

O juiz titular da 14ª Vara da Seção Judiciária do Rio Grande do Norte, Francisco Eduardo Guimarães Farias, atendeu a solicitação do magistrado do Distrito Federal.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.