Romero Jucá defende união dos partidos da base para fazer mudanças

Senador comemorou a absolvição de Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e disse que, a partir de agora, é preciso trabalhar pelas reformas, sobretudo, a política

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/06/2017 14:58


 
Em meio ao risco de desembarque do PSDB do governo, o presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá (RR), pediu neste sábado (10/6) "união" dos partidos da base aliada para que o presidente Michel Temer possa fazer as mudanças que Brasil precisa. Em vídeo publicado em sua conta pessoal no Twitter, ele comemorou a absolvição de Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e disse que, a partir de agora, é preciso trabalhar pelas reformas, sobretudo, a política.
 
 
"O governo do presidente Michel Temer, do PMDB, tem sido forjado, enfrentando desafios e adversidades. Ontem (9) vencemos mais uma etapa (no TSE). Agora, mais do que nunca, é preciso de união. União dos partidos da base, união dos políticos, união da classe produtora, união classe trabalhadora, para que possamos fazer as mudanças que o Brasil precisa", afirmou. Segundo o peemedebista, a economia já dá sinais de melhora. Ele citou o resultado da inflação oficial em 12 meses até maio, que ficou em 3,6%, abaixo do centro da meta, de 4,5%.

Nesse cenário, Jucá defendeu que, a partir de segunda-feira (12/6) "temos que arregaçar as mangas e trabalharmos pelas reformas". "Não só a trabalhista e previdenciária, mas, sobretudo a política, para fazer mudança na forma de eleger parlamentares no Brasil", afirmou. Ele defendeu a simplificação tributária e melhora na concessão de crédito e condições para investimento, para que o País possa gerar mais empregos. "Só assim vamos entregar ao povo brasileiro, em 2018, para uma nova eleição, um Brasil no caminho da modernidade", finalizou.

 
Confira a íntegra do pronunciamento:

"Bom dia. O governo do presidente Michel Temer, do PMDB, tem sido forjado enfrentando desafios e adversidades. Ontem, vencemos mais uma etapa. Agora, mais do que nunca, é preciso união. União dos partidos da base , dos políticos, da classe produtora, da classe trabalhadora. Para que possamos fazer as mudanças que o Brasil precisa. Ontem mesmo, saiu a prévia da inflação dos últimos 12 meses – menos de 4%, 3,7%. Portanto, a inflação ainda está em queda, o que é muito importante para o Brasil. Precisamos arregaçar as mangas e trabalhar pelas reformas. Não só a trabalhista ou previdenciária mas, sobretudo, pela reforma política, para fazer uma grande mudança na forma de eleger parlamentares no Brasil. Além disso, temos de fazer simp lificação tributária, melhorar o crédito, melhorar as condições de investimentos, para gerar mais empregos. Só assim nós vamos entregar ao povo brasileiro, em 2018, quando ocorrerá uma nova eleição, um Brasil no caminho da modernidade e da melhoria na qualidade de vida do povo brasileiro."

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.