Imprensa dos EUA destaca denúncia de Janot contra Temer

O The New York Times comentou que, apesar da denúncia, Temer deve continuar no poder, já que muitos outros políticos brasileiros também enfrentam acusações de corrupção

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/06/2017 13:44

A denúncia de corrupção passiva do presidente Michel Temer feita na segunda-feira (26/6), pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu destaque na imprensa norte-americana nesta terça-feira (27/6).

O The New York Times comentou que, apesar da denúncia, Temer deve continuar no poder, já que muitos outros políticos brasileiros também enfrentam acusações de corrupção. Segundo a publicação, "as eleições ocorrem no próximo ano e muitos congressistas estão enfrentando suas próprias investigações, podendo se sentir mais seguros com o atual governo".

A revista Time dá ênfase à decisão de Janot, ao dizer que o procurador-geral abriu uma investigação contra Temer no mês passado por corrupção, obstrução de justiça e por fazer parte de uma organização criminosa. 

A Time cita a gravação feita por Joesley Batista, dono da JBS, de uma conversa com Temer em março e comenta que o presidente negou que tenha cometido atos de corrupção, além de ter se recusado a renunciar ao cargo, "apesar dos inúmeros pedidos para isso e da baixa popularidade".

Ao reproduzir reportagem de agências internacionais, a rede de TV ABC News afirma que a denúncia de Janot contra Temer vem na esteira da Operação Lava Jato, e ainda pontua o anúncio da Noruega de um corte de 50% nos fundos pela preservação da Floresta Amazônica - o qual foi feito durante a visita do presidente brasileiro a Oslo.

Para o Wall Street Journal, a denúncia realizada pelo procurador-geral abre uma nova frente de guerra no país, com a oposição se preparando para pressionar ainda mais Temer. "Os inimigos políticos de Temer foram encorajados pelo pedido de Rodrigo Janot de acusações de corrupção contra Temer na segunda-feira", diz o jornal norte-americano.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.