Após reunião com Temer, Perondi diz que base vai esperar todas as denúncias

O assunto foi discutido em reunião de líderes com o presidente hoje à tarde no Palácio do Planalto

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/06/2017 19:50

A base aliada do governo traçou uma estratégia para tentar reverter a decisão do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de "fatiar" as denúncias apresentadas contra o presidente Michel Temer. A decisão é aguardar a chegada de todas as denúncias para votá-las de uma só vez, afirmou nesta quarta-feira (28/6) o vice-líder do governo na Câmara, deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS). "O regimento permite", disse.
 

Em tese, o fatiamento da denúncia faria com que Temer precisasse do apoio de 172 deputados mais de uma vez, para barrar as denúncias uma a uma, o que ampliaria o desgaste político. Mas Perondi afirmou que é possível unificar as acusações na hora de os parlamentares decidirem se permitem ou não que o chefe do Executivo seja julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O assunto foi discutido em reunião de líderes com o presidente hoje à tarde no Palácio do Planalto. Segundo o deputado, a base demonstrou apoio à decisão de Temer em partir para o enfrentamento com a Procuradoria-Geral da República (PGR) e se comprometeu a defender o governo no plenário da Câmara dos Deputados.

Com a tentativa de acelerar a votação da denúncia contra Temer, Perondi acredita que é possível retomar a discussão da reforma da Previdência já no mês de agosto. O peemedebista ainda acusou a PGR de usar a denúncia para retardar a votação das mudanças nas regras de aposentadoria no Brasil, que também atingiriam o funcionalismo público.

"Os procuradores, a 'privilegiatura' venceu temporariamente. Conseguiram adiar por mais um tempo a reforma da Previdência", disse Perondi.
Tags: governo temer
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.