"Seguirei no exercício do mandato que me foi conferido", diz Aécio em nota

Senador pode participar das votações da Casa a partir da próxima semana

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/06/2017 14:38 / atualizado em 30/06/2017 15:47

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse que recebe "com absoluta serenidade" a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), de restabelecer o seu mandato parlamentar. Em nota, Aécio afirmou que aceitou a decisão anterior do ministro Edson Fachin que autorizou o seu afastamento da mesma forma "resignada e respeitosa".
 

"Sempre acreditei na Justiça do meu País e seguirei no exercício do mandato que me foi conferido por mais de 7 milhões de mineiros, com a seriedade e a determinação que jamais me faltaram em 32 anos de vida pública", declarou. 

Denunciado por corrupção passiva e obstrução de Justiça, Aécio foi afastado do mandato em 18 de maio. Com a decisão de Marco Aurélio, ele poderá participar das votações da Casa a partir da próxima semana.
 
O PSDB se pronunciou por meio do presidente interino Tasso Jeressati. Leia a nota na íntegra: 
 
"O PSDB considera a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello - de restituir o mandato parlamentar ao senador Aécio Neves - justa e equilibrada, respeitosa à Constituição e coerente com a separação e a independência entre os Poderes.

As restrições antes determinadas ao senador por Minas Gerais não tinham guarida no texto constitucional.  Por conseguinte, o ministro Marco Aurélio segue o que determina nossa Lei maior. 
 
O senador Aécio Neves tem 32 anos de mandatos consecutivos e foi eleito para o Senado Federal por 7,5 milhões de mineiros, votos que precisam ser respeitados. Temos confiança de que, ao longo de sua defesa, o senador demonstrará sua inocência e que, ao final do processo, poderá  provar perante à sociedade e à Justiça a absoluta correção de seus atos.
 
Seu retorno ao Senado Federal fortalece nossa bancada e a defesa da agenda de reforma necessária ao país. 
 
Senador Tasso Jeressati
Presidente interino do PSDB."
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.