Fortes chuvas deixam ao menos 56 mortos no Centro e Sul da China

Nessa segunda-feira (3/7), o Governo Central liberou 1,88 bilhão de yuans para 20 províncias atingidas pelas chuvas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/07/2017 09:34

Fortes chuvas deixaram 56 mortos e 22 desaparecidos em 11 províncias chinesas desde 29 de junho, anunciou nesta terça-feira (4/7) o Ministério dos Assuntos Civis.

Vinte e sete mil casas caíram e 37 mil foram danificadas devido a inundações, deslizamentos de terra e tempestades de granizo nas províncias de Zhejiang, Anhui, Jiangxi, Hubei, Hunan, Guangdong, Sichuan, Guizhou e Yunnan, assim como no município de Chongqing e na Região Autônoma da Etnia Zhuang de Guangxi, acrescentou o ministério.

As perdas econômicas diretas foram estimadas em 25,27 bilhões de yuans (US$ 3,72 bilhões). Nessa segunda-feira (3/7), o Governo Central liberou 1,88 bilhão de yuans para 20 províncias atingidas pelas chuvas.


A pasta e a Comissão Estatal de Redução de Desastres enviaram equipes e materiais para ajudar as áreas afetadas por desastres em Zhejiang, Jiangxi, Hunan e Guizhou.

Cerca de 3 mil policiais foram enviados para a linha da frente de combate às inundações em Hunan. Os relatórios prévios informaram que o nível da água da estação de monitoramento de Changsha, capital de Hunan, sobre o Rio Xiangjiang, principal afluente do Yangtze, alcançou recorde de 39,51 metros na manhã de ontem, mais alto do que o registro anterior de 39,18 metros, alcançado em uma grande inundação em 1998.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.