Meirelles minimiza fato de substituir Temer em sessão do G-20

Ele relatou, então, que as discussões ocorreram em torno da evolução digital que tem impactado a economia do mundo inteiro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/07/2017 19:20

Responsável por representar o Brasil na cúpula do G-20 (grupo das 20 maiores economias do globo) com a saída antecipada do presidente Michel Temer do evento, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, participou do último momento da reunião, mas evitou dar importância à atribuição que recebeu. "Foi uma experiência interessante", minimizou.
 

Ele relatou, então, que as discussões ocorreram em torno da evolução digital que tem impactado a economia do mundo inteiro, como nos problemas trazidos pela automação do mercado de trabalho. Outra questão, de acordo com o ministro, foi o empoderamento das mulheres e a geração de oportunidades iguais para não haver discriminação de gênero. 

"Fizemos um pronunciamento nessa direção e mostramos a modernização da economia brasileira que está em andamento: tudo o que estamos fazendo nas diversas áreas, seja macroeconômica e fiscal, seja na área microeconômica, todas as modificações. Foi uma sessão bastante interessante."

O ministro também disse a jornalistas que o Brasil tem todas as condições de entrar para a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Ele se encontrou neste sábado, 8, com o secretário-geral da entidade, Angel Gurría. "Ele está muito entusiasmado com a ideia de o Brasil entrar na OCDE. Vão discutir (o tema) na próxima semana, é o início do processo." 

Ele disse também que o Brasil é um País de economia de grande porte e que já tem todas as condições para entrar na OCDE, pois está efetuando as mudanças fundamentais na economia brasileira. "A vantagem é que todas as mudanças que estamos fazendo na economia brasileira estão em linha com os princípios da OCDE", avaliou.

Brexit

Ainda sobre mercado internacional, Meirelles disse que o Brasil "certamente tem interesse" em uma aproximação comercial com o Reino Unido após o Brexit, quando a saída do país da União Europeia será finalizada. "No momento, não pode haver sequer início de conversas formais porque o Brexit não foi concluído, terão que concluir primeiro. Mas existem indicações informais."

Meirelles falou com a imprensa em Hamburgo, cidade que sediou o G-20 (Grupo das 20 maiores economias do globo), após o encerramento do evento.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.