Jornal Correio Braziliense

Zarattini diz que PT fará protestos no país contra condenação de Lula

Para o líder do partido na Câmara, decisão do juiz Sérgio Moro de condenar o ex-presidente a nove anos e meio de prisão é "atentado à democracia"

Paulo de Tarso Lyra
- Foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press
  
O líder do PT na Câmara, deputado Carlos Zarattini (SP), afirmou nesta quarta-feira (12/7) que o partido convocou atos em todo o país para protestar contra a decisão do juiz Sérgio Moro de condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e meio de prisão. O parlamentar também classificou a condenação como um "atentado à democracia".
 
Leia mais notícias em Política 
 
"A nossa presidente Gleisi já encaminhou essa informação a todos os diretórios regionais e municipais, no sentido de que a gente faça um amplo movimento: se organizar para ir à frente dos fóruns e realizar um protesto contra essa decisão política, fora completamente do processo legal, que foi tomada contra o presidente Lula pelo juiz Sérgio Moro", disse o deputado. "Vamos para a rua, que a rua é muito importante", completou.
 

 
 
Zarattini também afirmou que, mais uma vez, Moro toma uma decisão com o objetivo de influenciar o mundo político nacional. "É estranho que ele dê essa sentença no mesmo dia em que a Câmara dos Deputados começa a avaliar o pedido de afastamento do presidente Temer por corrupção passiva. Agiu assim quando divulgou grampos ilegais envolvendo o ex-presidente Lula e a então presidente Dilma, o que acelerou o processo de impeachment e age assim agora", avaliou.

Por fim, o parlamentar lembrou que o juiz Sérgio Moro conduziu o inquérito e deu a sentença desrespeitando a opinião da quase totalidade das testemunhas. "Ele só levou em conta a opinião de um delator que está preso", reclamou o petista.