LDO fica para a tarde; governo corre para derrubar relatório contra Temer

O Planalto queria derrubar o relatório no Plenário da Casa antes do recesso parlamentar, mas a estratégia vai se tornando inviável

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/07/2017 08:58 / atualizado em 13/07/2017 09:51

AFP / Evaristo Sa - 29/6/2017


Para acelerar a conclusão dos debates e a votação do relatório do deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ) que autoriza a abertura de investigação do presidente Michel Temer, a sessão do Congresso Nacional para votar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), prevista para acontecer às 10h desta quinta-feira (13/7) foi transferida para as 16h.

 

Leia mais notícias em Política

 

A Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara retomou a análise do relatório de Zveiter às 9h (acompanhe ao vivo abaixo).

 

O Planalto queria derrubar o relatório no Plenário da Casa antes do recesso parlamentar. Mas como a LDO será votada nesta quinta-feira, isso ficará praticamente impossível. Pelas regras regimentais, depois da conclusão na CCJ, são necessários ao menos dois dias para levar a matéria ao Plenário na Câmara, ou seja, na próxima segunda feira (17/7), dia praticamente impossível de contar com a presença dos 342 depurados necessários para que a votação do texto seja iniciada. 

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.