Governo estima gastar R$ 1,9 milhão com festa do Sete de Setembro

O custo prevê a instalação de arquibancadas que comportem um total de 20 mil pessoas, além de um serviço de coffee break para 200 convidados de Temer e Rollemberg

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/08/2017 22:24

O governo federal está próximo de bater o martelo e decidir que empresa organizará a tradicional festa de Sete de Setembro na Esplanada. E a celebração não será barata. O valor estimado a ser pago à contratada é de cerca de R$ 1,9 milhão. O custo prevê a instalação de arquibancadas que comportem um total de 20 mil pessoas, além de um serviço de coffee break para 200 convidados do presidente da República, Michel Temer, e do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.
 

A gastança deve atender a mimos dos convidados, o que prevê a oferta de um vasto banquete, com frutas variadas, frios, iogurtes, cesta de pães diversos, quiches, bolos, salgados, café, chá, leite integral e desnatado e chocolate. Além da refeição e das acomodações, deverão ser instalados 298 banheiros químicos na Esplanada, sendo 13 unidades unissex “tipo luxo”. A escolha da empresa deve ser feita nos próximos dias. Na última quinta-feira, um pregão eletrônico realizado a pedido da Secretaria Social da Presidência recebeu as propostas, que ainda estão em fase de análise.

O governo ressalta, no entanto, que os quase R$ 2 milhões destinados à contratação da empresa vencedora do pregão não será o montante contratado. “Esse valor foi resultado de uma cotação de mercado, etapa obrigatória do processo licitatório. O valor contratado, historicamente, é sempre bem abaixo do valor cotado. E não será diferente em 2017”, diz a assessoria de Temer. (RC)
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Vaneide
Vaneide - 06 de Agosto às 13:22
O povo passando fome e o cara querendo fazer festa, larga de mão disso.