Procuradores da República repudiam críticas de Gilmar Mendes a Janot

Ministro do STF afirmou que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, é o mais desqualificado que já passou pelo cargo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/08/2017 14:55 / atualizado em 07/08/2017 16:46

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
 
Duras críticas feitas pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, causaram revolta entre os integrantes do Ministério Público. Em nota, a Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) lamentou os “ataques, proferidos em deliberada série de declarações”. A reação ocorreu por conta de uma entrevista que Mendes concedeu à Rádio Gaúcha, afirmando que Janot, que deixa o comando da PGR em setembro, “é o procurador-geral mais desqualificado que já passou pela história da Procuradoria”.


Mendes afirmou também que o procurador não tem preparo jurídico ou emocional para conduzir os trabalhos à frente do Ministério Público Federal (MPF). "Quanto a Janot, eu o considero o procurador-geral mais desqualificado que já passou pela história da Procuradoria. Porque ele não tem condições, na verdade, não tem preparo jurídico nem emocional, para dirigir algum órgão dessa importância", avaliou.
 

Lava-Jato 


Mendes, que também é presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), fez a avaliação quando comentava a atuação da Procuradoria-Geral da República (PGR) e do STF na operação Lava-Jato. Ele disse acreditar que as denúncias contra o presidente Michel Temer, que é acusado de corrupção passiva, serão revistas.
 
A ANPR regiu dizendo que Mendes age politicamente. "É deplorável que um magistrado, membro da mais alta Corte do País, esqueça reiteradamente de sua posição para tomar posições políticas (muito próximas da política partidária) e ignore o respeito que tem de existir entre as instituições, para atacar em termos pessoais o Chefe do Ministério Público Federal. Não é o comportamento digno que se esperaria de uma autoridade da República”, informa a ANPR em comunicado.

O ministro se reuniu com o presidente Temer na noite de domingo (6/7), no Palácio do Jaburu. De acordo com Mendes, o encontro teve como objetivo discutir a reforma política, e não teria ocorrido nenhum debate em torno da Lava-Jato.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Messias
Messias - 11 de Agosto às 17:02
O Dr. Gilmar é um atrabiliário, que fala sem medir consequências do que expede. Isso não é normal em um cidadão de sua estirpe, que tem o dever de nos representar na esfera maior do judiciário. Prudência no ânimo, às vezes silêncio na língua, mas, sobretudo há de ter vergonha na cara, para tanto se expor.
 
Jose
Jose - 11 de Agosto às 11:00
O senado federal leva a MEA CULPA do servidor do STF, Gilmar Mendes,por suas interferências juridico-partidárias,em desfavor da ética,transparência e do senso de justiça, destacando-se como MAIOR prestador de DESSERVIÇOS DA NAÇÃO SUB-SUSTENTÁVEL MAIS CORRUPTA do planeta!
 
Carmelita
Carmelita - 09 de Agosto às 07:31
Será que o Gilmar Mendes acha que pode ser presidente da república um dia?
 
deusdede
deusdede - 08 de Agosto às 12:28
Esse ministro beicinho só pode estar com dor de cotovelo, lhe falta moral para desmerecer o Procurador Janot, ele esquece de seu passado, graças ao FHC que lhe salvou da guilhotina. Faltas respeito, é falta de ética profissional.
 
Aminadab
Aminadab - 07 de Agosto às 22:11
Os senhores NÃO PUBLICAM OS COMENTÁRIOS DOS CIDADÃOS, como determina a Constituição Federal? Meus comentários são todos técnicos. Amin.
 
Aminadab
Aminadab - 07 de Agosto às 20:42
Que, "rasga" o DECORO, que, "rasga" a ÉTICA na Justiça, afinal, quem faz COMENTÁRIOS são os JORNALISTAS, os analistas políticos, os analistas do sistema eleitoral, ou no STF NÃO EXISTE O DECORO PARA O CARGO DE MINISTRO? Afinal o artigo 37 da CF, prega os Princípios da IMPESSOALIDADE, MORALIDADE e da EFICIÊNCIA, ou o seu GILMAR NÃO CONHECE esses princípios?
 
Jose
Jose - 11 de Agosto às 11:20
Aminadab, o problema é muito mais grave do que pensamos, e a despeito das suas indagações vou além:....se Gilmar Mendes NÃO CONHECE ESSES PRINCÍPIOS? - A VERDADE QUE NOS ESTARRECE: "ELE NÃO TEM PRINCÍPIOS"! -Senhores SENADORES, com a responsabilidade que lhe são conferidas na CF: IMPEACHMENT JÁ!
 
Aminadab
Aminadab - 07 de Agosto às 20:37
Gilmar Mendes FOI INDICADO para o STF por meio de compadrio, Gilmar Mendes VENDE SENTENÇAS e vende o tal PEDIDO DE VISTA, ato contrário ao que, determinar a CELERIDADE PROCESSUAL contida na CF. Como NÃO TEMOS O RECALL na CF, temos que pedir o IMPEACHMENT desse tal Gilmar Mendes, que "rasga"
 
Horst
Horst - 07 de Agosto às 17:41
A propósito, o que o ministro Gilmar Mendes (PMDB-DF (ou PSDB-DF?)) teria a comentar sobre as ações e atitudes daquele procurador que ficou conhecido como Engavetador Geral da República nos governos FHC:
 
carlos
carlos - 07 de Agosto às 16:37
UM RETROCESSO ISSO! O CARA É POLITICO GENTE!
 
Jose
Jose - 11 de Agosto às 11:08
...o cara é político gente! Replico: AH, É!! PENSEI QUE FOSSE MEMBRO DO STF SUPRA-PATIDARISTA!! Jurista que deve passar por reciclagem geral, no que tange à Moral,Ética,Respeito,e SENSO PÁTRIO! E tenho dito!