Presidente ignora gritos de 'Fora Temer' em cerimônia no Rio

O protesto começou com dois cartazes, levantados por duas mulheres. Um dos cartazes pedia eleições gerais; outro dizia "Fora Temer". Com 15 minutos de discurso, o número de pessoas da plateia com cartazes levantados chegava a seis

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/08/2017 12:52 / atualizado em 09/08/2017 12:59

Nelson Almeida/AFP
O presidente Michel Temer deixou o auditório no qual se realizava a cerimônia de abertura do Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex 2017), no Rio, sem alterar seu semblante em meio a protestos por parte da plateia. O peemedebista saiu sem dar entrevista a jornalistas que acompanham a Enaex - o que havia sido cogitado por assessores.

Pelo menos seis pessoas presentes na cerimônia de abertura levantaram cartazes em protesto contra Temer. Diante de empresários, autoridades e público credenciado, ele fazia discurso na conclusão da abertura da cerimônia, no qual mencionou a decisão de não mais aumentar o Imposto de Renda, e ignorou os protesto.

O protesto começou com dois cartazes, levantados por duas mulheres. Um dos cartazes pedia eleições gerais; outro dizia "Fora Temer". Com 15 minutos de discurso, o número de pessoas da plateia com cartazes levantados chegava a seis. Em parte, eram estudantes universitários, que vieram à Enaex para assistir palestras sobre comércio exterior. Temer foi vaiado ao concluir o discurso, e ouviu gritos de "Fora Temer" e "golpista".

A estudante Carolina Figueiredo Thomaz, de 18 anos, foi uma das pessoas que produziu os cartazes. Ao chegar, ela não sabia que Temer estaria na Enaex. Quando o viu, decidiu se manifestar. Carolina é estudante de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio (Uerj), que sofre com a penúria do governo do Estado. Sem salários, professores e funcionários estão em greve

"É um absurdo terem arquivado as denúncias contra ele. Contra a Dilma não tinha tantas e a tiraram. Temer não foi eleito, só 5% da população o apoia, e ele não sai. Ele não representa o povo brasileiro", disse Carolina. Os protestos foram rápidos e não chegaram a ser coibidos pelos seguranças da Enaex.
Tags: enaex rio temer
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
José
José - 09 de Agosto às 15:39
Nem em ambiente com platéia escolhida a dedo, heim ! ! ! Cadê os """""líderes""""""" dos coxinhas quye já estavam se postando como CÃO-DIDATOS ? ? ? ? ? ?