Presidente da Câmara e secretário do Rio trocam críticas

Maia, acusou o secretário de Segurança do Rio, Roberto Sá, de tentar "transferir para os outros uma responsabilidade que é dele" ao criticar leis que considera brandas para combater o crime

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/08/2017 08:53

Ed Alves/CB/D.A Press
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acusou o secretário de Segurança do Rio, Roberto Sá, de tentar "transferir para os outros uma responsabilidade que é dele" ao criticar leis que considera brandas para combater o crime. Em uma postagem em seu perfil no Facebook, às 21h de sábado, o parlamentar, apontado como possível candidato ao governo fluminense em 2018, afirmou que Sá "não pode ser tão irresponsável" em suas críticas. Até as 20 horas de ontem, a Secretaria de Segurança não havia se manifestado sobre a reclamação do político.

Maia reagiu a declarações feitas por Sá, em tom irritado, durante enterro de um dos três policiais militares assassinados nos últimos dias no Estado. Este ano, já são 97 os militares mortos por criminosos, em meio ao crescimento de crimes como roubo e homicídio. Ele cobrou do Legislativo empenho para mudar as leis penais, como parece haver em relação a outras reformas.

"Nós precisamos exigir reforma na política criminal. Eu vejo reforma tributária, reforma política, reforma econômica, cadê a reforma criminal? Essa legislação te atende como cidadão? Você acha que três anos (de pena) inicialmente para quem porta um fuzil, para sair em seis meses, é razoável? Vocês acham que quem tira a vida de uma pessoa pode progredir de uma pena de 15 (anos) e sair com cinco, seis anos? Não é razoável. O mundo não trata o crime assim. Sociedade que depende apenas da polícia para evitar isso é uma sociedade que vai sangrar", afirmou, nitidamente emocionado. 

Referindo-se à fala de Sá, Maia respondeu em tom duro. "Nós vamos aprovar leis mais duras contra o crime, sim, mas a convulsão social que vivemos no Rio não é culpa da legislação", afirmou, na rede social. "Cadê o policiamento? A sociedade está abandonada, e a polícia também." A postagem foi públicada e, até as 20 horas de ontem, havia levado a 319 comentários de internautas. 

Internautas


"Tudo o que ele (Roberto Sá) falou é a mais pura realidade! Vocês estão preocupados em discutir e aprovar projetos do interesse de vocês! Enquanto isso, nossas leis totalmente ultrapassadas nos deixam à mercê desses marginais! Nojo de vocês, políticos brasileiros! Em vez de criticá-lo, faça alguma coisa de útil para a sociedade, porque a única coisa que esse Congresso tem feito é roubar", escreveu uma mulher. 

"Não se faz de bobo, sr. Rodrigo! Queremos mudança no Código Penal", publicou um rapaz. "Rodrigo Maia, nem parece que o senhor é carioca. Em vez de trazer recursos para seu Estado, fica criticando um secretário de Segurança que está trabalhando sem recurso nenhum. Mostre que o senhor é carioca", comentou outro.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.