Assessora pessoal de Marcela Temer recebe apartamento funcional

Cíntia acompanha sempre Marcela no dia a dia, cuidando não só de funções administrativas do Palácio do Jaburu, residência oficial do casal presidencial

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/08/2017 00:07

Ed Alves/CB/DA Press
 
Lotada no gabinete do presidente Michel Temer, a funcionária Cíntia Borba Nogueira, assessora pessoal da primeira-dama Marcela Temer, foi contemplada com um dos 76 imóveis funcionais que a Presidência da República dispõe em quadras nobres de Brasília.
 

Cíntia acompanha sempre Marcela no dia a dia, cuidando não só de funções administrativas do Palácio do Jaburu, residência oficial do casal presidencial, mas também de questões pessoais, respondendo e-mails e até mesmo demandas de agenda da primeira-dama.

A concessão do imóvel foi solicitado em 27 de setembro do ano passado, quatro dias depois de Cíntia ter chegado ao Planalto para ocupar um DAS-4, com salário de R$ 9,4 mil, para assessorar Marcela, foi criticada por servidores que não quiseram se identificar alegando que havia outras pessoas na fila à sua frente.

O Planalto contesta a informação lembrando que o pedido foi há quase um ano e Cíntia, "diante da disponibilidade do imóvel e obedecendo a lista de solicitação, foi contemplada com o benefício". Outra servidora que atende aos palácios da Alvorada e do Jaburu, a nutricionista Denise Silva dos Reis Leal, responsável pelo cardápio presidencial, para quem também estava prevista a destinação de um imóvel funcional, "não foi contemplada com o benefício", segundo a assessoria de imprensa da Presidência.

De acordo com a Secom, o nome dela "continua na lista de processo de concessão de outorga". Denise ocupa o lugar que durante o governo da petista Dilma Rousseff foi chegou a ser ocupado pela chef de cozinha Roberta Sudbrack. Segundo apurou a reportagem, foi o próprio presidente Temer que vetou a concessão do imóvel à nutricionista.

Estes 76 apartamentos funcionais são destinados a servidores da Presidência da República que ocupam cargos DAS 4, 5 e 6 e não for proprietário, promitente comprador, cessionário ou promitente cessionário de imóvel residencial em Brasília, incluída a hipótese de lote edificado sem averbação da construção. As duas servidoras são DAS 4 e estão lotadas no gabinete presidencial.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
José
José - 16 de Agosto às 12:13
Só uma perguntinha inocente. CADÊ A -------> C--R--I--S--E ? ? ?
 
deusdede
deusdede - 16 de Agosto às 10:57
Conheço o procedimento do benefício dos apartamentos pela P`R, eram rígidos, não era p/qualquer um, agora o negócio virou bagunça e a cada dia vai ficando pior. E nó, zé ninguém pagamos a conta. Empinado, seus dias chegarão, lá de cima papai do céu está nos vigiando.