OAB pede que STF determine andamento do pedido de impeachment de Temer

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, está com o processo parado em seu gabinete há quase três meses

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/08/2017 12:12 / atualizado em 17/08/2017 14:17

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entrou com um mandado de segurança do Supremo Tribunal Federal (STF) para que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, de prosseguimento ao pedido de impeachment contra Michel Temer. O pedido de afastamento do presidente foi protocolado há 80 dias e está parado nas mãos de Maia.
 
 
O presidente da ordem, Claudio Lamachia, afirmou que a entidade considera que Rodrigo Maia já teve tempo suficiente para analisar o pedido. "Em uma sociedade democrática não é prudente que um pedido desta importância, desta magnitude fique parado por vontade de uma só pessoa. É um pedido técnico e alheio a qualquer vontade política ou ideológica e deve ser analisado", conta Lamachia.

O Regimento Interno da Câmara não define prazo para que pedidos de impeachment sejam analisados pelo presidente da casa legislativa. No entanto, no caso da ex-presidente Dilma Rousseff, o andamento foi bem mais rápido. 

Também no caso de Dilma, diversas etapas do processo de afastamento foram questionadas no supremo, até o último dia de julgamento.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.