Quantidade de dinheiro vivo na casa de Vaccarezza chama a atenção, diz PF

"Chamou atenção a quantidade de dinheiro que ele tem em espécie em casa", disse o delegado, ressaltando que o ex-parlamentar não sopube explicar a origem do dinheiro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/08/2017 13:24

O delegado Filipe Hille Pace, da Polícia Federal, afirmou nesta sexta-feira (18/8), que "chamou a atenção a quantidade de dinheiro" que o ex-deputado Cândido Vaccarezza mantinha guardada em casa. O ex-parlamentar foi preso em São Paulo na Operação Abate, desdobramento da Lava Jato. Com ele foram apreendidos ao menos R$ 122 mil. De acordo com a Coluna do Estadão, também foram apreendidos pela PF relógios de marca e quadros.

"Chamou atenção a quantidade de dinheiro que ele tem em espécie em casa", disse o delegado, ressaltando que o ex-parlamentar não sopube explicar a origem do dinheiro. "Não identificamos o porquê do dinheiro (em casa), se ele tem razão em corrupção, mas não podemos descartar que seja possível", afirmou.

A Abate investiga contratação do fornecimento de asfalto pela empresa estrangeira Sargeant Marine à estatal petrolífera, mediante o pagamento de propinas a funcionários públicos e agentes políticos. 

Um grupo apadrinhado por Vaccarezza teria usado a influência do ex-deputado para obter contratos da estatal com a empresa estrangeira. Recursos teriam sido direcionados para pagamentos indevidos a executivos da estatal e agentes públicos e políticos, além do próprio ex-parlamentar.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.