Polêmica e a discussão são necessárias, diz Tasso, sobre programa do PSDB

A peça de dez minutos foi alvo de críticas alguns tucanos e intensificou a crise interna na legenda

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/08/2017 13:55

O presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), afirmou que não se arrepende do vídeo exibido na quinta-feira (17/8), em cadeia nacional com críticas indiretas ao governo do presidente da República, Michel Temer, e uma autocrítica pelo partido "ter aceitado o fisiologismo". A peça de dez minutos foi alvo de críticas alguns tucanos e intensificou a crise interna na legenda.

Ao ser questionado pela imprensa se considera que deveria ter exibido o programa aos correligionários antes da veiculação em cadela nacional, Tasso respondeu que não se arrepende "de nada" e que assume "total responsabilidade pelo programa". As declarações foram feitas durante um evento em Fortaleza com a presença do prefeito de São Paulo João Doria.

Por se tratar de uma autocrítica do PSDB, Tasso disse que "uma determinada polêmica" já era esperada. "A essa altura a polêmica é necessária, a discussão é necessária. Então é bom, porque desperta em todos posições diferentes e eu acho que a população quer isso", afirmou.

Sobre a possibilidade de ser destituído do cargo de vice-presidente da sigla, Tasso disse que enquanto eu for presidente interino dará orientação ao partido. "Se por acaso houver outra posição do partido também é natural", minimizou.

"O partido não está rachado não, todos os partidos estão rachados hoje no sentido que tem posições divergentes. Não tem pensamento único, pensamento único só no partido comunista."
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.