Lúcio Funaro decide fechar acordo de delação premiada

Documento deve ser assinado ainda hoje e deve comprometer ainda mais o presidente Michel Temer

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/08/2017 10:49

Cristina Gallo/Agência Senado

 
O doleiro Lúcio Bolonha Funaro decidiu fechar acordo de colaboração premiada com o Ministério Público Federal. Ele é acusado de envolvimento com desvios e pagamento de propina na Caixa Econômica e na Petrobrás. O contrato deve ser assinado ainda nesta terça-feira (22), em Brasília.
 
 
O conteúdo da delação que foi apresentado pelo doleiro ainda segue em segredo de Justiça. No entanto, vai afetar diretamente o presidente da República, Michel Temer. 

Na semana passada, Funaro afirmou que não disse tudo que sabe sobre o envolvimento de Temer com esquemas de corrupção. "Ainda tenho revelações a fazer sobre o envolvimento do Temer. Não contei tudo o que sei sobre ele", afirmou o delator.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.