PF acha 'Tiago acompanhando' em planilha de 'esquema criminoso'

A suposta propina a Cedraz e a Tourinho teria saído da contratação pela Petrobras da empresa americana Sargeant Marine, para fornecimento de asfalto

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/08/2017 13:38

A Polícia Federal afirma ter encontrado citação ao advogado Tiago Cedraz, filho do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Aroldo Cedraz, em planilha de propina apreendida pela Operação Lava Jato. Segundo a investigação, as siglas "ST" e "TC" na tabela seriam referências aos advogados Sergio Tourinho Dantas e Tiago Cedraz Leite Oliveira. Os dois foram alvo de buscas da Operação Abate II, 45º desdobramento da Lava Jato, deflagrada nesta quarta-feira (23/8).

A suposta propina a Cedraz e a Tourinho teria saído da contratação pela Petrobras da empresa americana Sargeant Marine, para fornecimento de asfalto. O negócio envolve, ainda, o ex-líder dos governos Lula e Dilma na Câmara, Cândido Vaccarezza, que foi preso na sexta-feira (18/8), e solto nesta terça (22/8).

O juiz da Lava Jato autorizou buscas na casa de Tiago Cedraz e o intimou a prestar depoimento à Lava Jato. O filho do ministro do TCU não foi alvo de condução coercitiva.

'Tranquilidade'


O advogado Tiago Cedraz reitera sua tranquilidade quanto aos fatos apurados por jamais ter participado de qualquer conduta ilícita, confia na apuração conduzida pela Força Tarefa da Lava Jato e permanece à disposição para quaisquer esclarecimentos necessários.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.