Servidores do Ministério da Agricultura são investigados por corrupção

Operação da Polícia Federal investiga corrupção ativa e passiva envolvendo servidores do Mapa, além de frigoríficos e laticínios. Ordens judiciais são cumpridas hoje em três estados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/08/2017 07:36 / atualizado em 30/08/2017 18:47

Reprodução de internet

Crimes de corrupção envolvendo servidores públicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) são investigados pela Polícia Federal (PF) na Operação Vegas, segunda fase da Operação Lucas. São cumpridos nesta quarta-feira (30/8) 51 mandados judiciais, sendo 1 de prisão preventiva, 10 de prisões temporárias, 12 de condução coercitiva, quando a pessoa é levada à força para prestar depoimentos, além de 28 de busca e apreensão.
 

As ações dos 115 policiais que estão nas ruas hoje devem ocorrer no Maranhão, Minas Gerais e nos municípios de Araguaína, Gurupi, Palmas e Paraíso do Tocantins. Além de servidores públicos, a PF investiga também a participação de frigoríficos e laticínios localizados nos municípios de Araguaína, Nova Olinda e Gurupi.

A Operação Lucas foi iniciada após uma denúncia de que as empresas fiscalizadas teriam sido favorecidas em processos administrativos, por meio do retardamento na tramitação e anulação de multas. Os crimes pelos quais os envolvidos devem responder à Justiça são de corrupção passiva e ativa, cujas penas podem chegar a 12 anos de reclusão.

Segundo a Polícia Federal, o nome da operação é uma alusão a um diálogo interceptado no qual um dos investigados afirma que tudo que se passa em Vegas fica em Vegas, cidade do estado norte-americano de Nevada, conhecida por ser um lugar para diversão, luxo e jogos.
 
Em nota, o Ministério da Agricultura informou que os estabelecimentos citados na Operação serão interditados e que os servidores investigados serão afastados e submetidos a Processo Administrativo Disciplinar (PAD). 

 
Confira a nota do Ministério da Agricultura na íntegra: 

"A respeito da Operação Vegas da Polícia Federal, deflagrada nesta quarta-feira (30/03/2017), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) informa que foram adotadas as seguintes providências: 

- Os quatro estabelecimentos, todos sediados no Tocantins, citados na Operação serão interditados e irão passar por auditorias com o objetivo de garantir que não haverá riscos à saúde pública;

- Os servidores do Mapa envolvidos na investigação serão afastados e investigados por meio de Processo Administrativo Disciplinar (PAD) junto à Corregedoria do Ministério. Quanto a servidores conveniados de governo estadual ou municipal, serão substituídos;

- O Mapa já determinou o auto embargo de exportações dos estabelecimentos envolvidos: Minerva S.A., LKJ, Boi Brasil e Gelnex Indústria e Comércio Ltda.

- Desde março o Ministério ampliou o controle sanitário em todo o país realizando um processo rigoroso de inspeção nas mais de 600 plantas autorizadas a realização de abates. Nesse período, houve trocas de comando e fiscalização mais ampla em todas as áreas de produção. Além disso, o Mapa está ampliando seu quadro de profissionais da área com novas contratações."
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.