Jucá defende aprovação de reforma da Previdência 'possível'

Jucá reconheceu que houve "equívoco" e "manipulação" por parte do governo no processo de comunicação sobre a reforma da Previdência durante a discussão da proposta na comissão especial da Câmara

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/09/2017 13:39

Antonio Cunha/CB/D.A Press
O presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá (RR), defendeu nesta quarta-feira (6/9), a aprovação de uma reforma da Previdência "possível". Para ele, a reforma possível deve alterar pontos como privilégios do funcionalismo público e elevação da idade mínima para aposentadoria.

"Temos que voltar ao debate e aprovar a reforma possível", afirmou o peemedebista em entrevista à imprensa, após evento de filiação do senador Fernando Bezerra (PE) ao PMDB. Na avaliação dele, a mudança na idade mínima e o fim dos privilégios são "mecanismos tranquilos" de serem aprovados pelo Congresso.

Jucá reconheceu que houve "equívoco" e "manipulação" por parte do governo no processo de comunicação sobre a reforma da Previdência durante a discussão da proposta na comissão especial da Câmara. "O que houve foi muita manipulação e equívoco do governo", afirmou o senador.

O presidente do PMDB defendeu, porém, a proposta do governo. "Nenhum país está fazendo uma reforma da Previdência suave como o governo brasileiro", disse. "Se fosse candidato a presidente, estaria rezando para esse governo fazer a transição e aprovar a reforma da Previdência", acrescentou.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.