JBS firma adesão a acordo de leniência da J&F Investimentos com o MPF

O anúncio da adesão à leniência acontece um dia após a divulgação de conversa gravada pelos delatores Joesley Batista e Ricardo Saud, da J&F

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/09/2017 19:30

A JBS firmou nesta quarta-feira (6/9) termo de adesão ao acordo de leniência celebrado em 5 de junho entre J&F Investimentos, sua controladora, e o Ministério Público Federal (MPF), que foi homologado pela 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal em 24 de agosto.
 
 
O anúncio da adesão à leniência acontece um dia após a divulgação de conversa gravada pelos delatores Joesley Batista e Ricardo Saud, da J&F. Eles afirmam na gravação que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, teria ciência dos seus planos para delatar.

"A JBS esclarece que é o entendimento da administração que a referida adesão está sendo realizada no melhor interesse da companhia, resguardando-a dos impactos financeiros do acordo de leniência, que serão integralmente assumidos pela J&F", diz a empresa, em fato relevante divulgado também nesta quarta-feira.

A empresa afirma que, com a adesão ao acordo, reforça seu "compromisso com a integridade e com o fortalecimento dos seus esforços nas áreas de compliance e integridade corporativa, bem como com a criação de valor a seus acionistas".
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.