Ex-procurador Marcelo Miller presta depoimento na PGR

Jurista é citado em um dos áudios gravados pelo empresário Joesley Batista

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/09/2017 15:48

Reprodução/Internet

 
Citado por Joesley Batista, um dos donos da J&F, o ex-procurador Marcelo Miller presta depoimento nesta sexta-feira (08), na Procuradoria-Geral da República, no Rio de Janeiro. Ele chegou ao local por volta das 15h20, com a finalidade de explicar um suposta interferência no acordo de delação premiada dos executivos da empresa.
 
 
Em uma gravação de quatro horas, entregue ao Ministério Público pela defesa de dois delatores da JBS, Joesley declara que Miller está colaborando com o processo de delação. Ele destaca que Marcelo é alguém importante para chegar até o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. As declarações foram feitas em conversa com Ricardo Saud. “Por isso é que eu quero que nós dois temos que estar 100% alinhado. Nós dois e o Marcelo, entendeu? É, mas nós dois temos que operar o Marcelo direitinho pra chegar no Janot e pá. Porque nós temos que... Eu acho, é o que eu falei pra Fernanda (advogada), é o que eu falei pro... Nós nunca podemos ser o primeiro. Nós temos que ser o último. Nós não podemos ser... “, afirma o empresário no áudio.

De acordo com o Ministério Público, a gravação foi realizada provavelmente em 17 de março. Neste período, Miller ainda era procurador, deixando o cargo apenas no mês seguinte, para ocupar um escritório de advocacia que fez a defesa de Joesley. O criminoso foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro no esquema investigado pela operação Lava-Jato. No entanto, ele recebeu diversos benefícios por conta do acordo de colaboração com a Justiça, inclusive a autorização para morar em Nova York. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.