PT organiza ato no centro de Curitiba em apoio a Lula

A expectativa dos organizadores é reunir cerca de 5 mil pessoas na praça. Lula deve passar pelo local depois do depoimento ao juiz Sérgio Moro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/09/2017 14:13

Cerca de 200 pessoas, segundo cálculo extraoficial de policiais militares que fazem a segurança do local, chegaram à Praça Generoso Marques, no centro de Curitiba, onde a partir das 15 horas o PT realiza um ato em solidariedade ao ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Vestidos com camisetas vermelhas e carregando bandeiras de partidos como PT e PCO, os manifestantes se revezam em um megafone no qual discursam contra o governo Michel Temer e em defesa do ex-presidente antes do início do ato.

 

Camelôs montaram bancas no local onde vendem desde chapéus e guarda-chuvas até faixas com a inscrição "Lula 2018" e bandeiras do movimento LGBT.

Um trio elétrico está parado no local cercado por mais de 20 seguranças. Os organizadores levaram faixas com inscrições como "Eleição sem Lula é fraude" e o tradicional "Fora, Temer".

Integrantes de um grupo que coleta assinaturas para tentar reverter o impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff também montou uma banca na praça.

Por enquanto, a maioria dos manifestantes é do Paraná. É o caso de um homem que se identificou apenas como João. "Tirei o dia de folga para vir aqui. Como petista me sinto na obrigação de ajudar a defender Lula da perseguição que ele vem sofrendo", afirmou.

 

Leia mais notícias em Política

 

A expectativa dos organizadores é reunir cerca de 5 mil pessoas na praça. Lula deve passar pelo local depois do depoimento ao juiz Sérgio Moro.

Antes disso o ex-ministro da Justiça Eugenio Aragão e o senador Roberto Requião (PMDB-PR) vão ministrar aulas públicas sobre a Lava Jato.

 

Tags: lula curitiba pt
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Wilson
Wilson - 13 de Setembro às 15:12
Terão que inflar muito os numeros, não tem mil agora. Talvez duas garoupas e uma morta(n)dela.