Ministro da Justiça descarta troca de comando na PF

Atual diretor-geral da corporação, Leandro Daiello, vai permanecer no cargo por tempo indeterminado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/09/2017 22:02

O ministro da Justiça, Torquato Jardim, decidiu manter o atual diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, a frente da corporação. A pedido do ministro, Daiello aceitou permanecer no cargo por mais um período, que não foi determinado. Torquato disse que ele fica na função "pelo tempo que for necessário".


Leia mais notícias em Política

Desde que o ministrou assumiu foram criadas diversas especulações a cerda da troca de comando na PF. Uma eventual mudança poderia criar na sociedade a impressão de que o governo está tentando interferir nas investigações da Operação Lava-Jato. 
 
Daiello foi nomeado para o cargo de diretor-geral em janeiro de 2011, sendo o que está há mais tempo na função. Os detalhes na troca de comando foram acertados em um almoço entre o ministro da Justiça, Torquato Jardim, Daiello e Galloro, na semana passada. A Lava-Jato virou prioridade na PF durante a gestão de Daiello, que permaneceu no cargo em um período que o Brasil teve cinco ministros da Justiça exercendo o cargo de maneira efetiva. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.