Ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça quer explicação sobre vazamento

A defesa pede que Raquel requisite à Polícia Federal inquérito para investigar o vazamento das negociações de delação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/09/2017 08:29

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, terá de analisar um pedido de investigação de vazamento de delação premiada. Na quinta-feira passada (21/9), o ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Cesar Asfor Rocha encaminhou uma notícia-crime à Procuradoria-Geral da República na qual pede apuração de suposta violação de sigilo. Asfor Rocha mencionou notícias das tratativas para delação do ex-ministro Antonio Palocci em que seu nome é citado.

O pedido é assinado pelo ex-ministro e pelo advogado Aristides Junqueira, ex-procurador-geral da República. A defesa pede que Raquel requisite à Polícia Federal inquérito para investigar o vazamento das negociações da delação, que atingiu o ex-ministro. Ele também apontou razões para informar que as possíveis declarações de Palocci sobre Asfor Rocha são falsas. 

Antecessor de Raquel, Rodrigo Janot chegou a abrir procedimentos internos de investigação em casos de vazamento, mas não concluiu pela punição de responsáveis. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.